Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

 
Portal > Institucional > Sobre o IPEN > Quem Somos > Histórico > Fotos históricas

Fotos históricas

  • Construção, Instalação e Inauguração do reator IEA-R1

    Assinatura do contrato para aquisição do Reator Nuclear de Pesquisa IEA-R1 pela Comissão De Energia Atômica do CNPq, em 1955. O Prof. Dr. Marcello Damy de Souza Santos, fundador do Ipen, é o primeiro, da esquerda para a direita, na cabeceira da mesa.

  • Construção, Instalação e Inauguração do reator IEA-R1

    Concretagem lateral de uma das paredes do edifício do IEA-R1. À esquerda, o engenheiro supervisor da Babcock & Wilcox e à direita, Dr. Eva Wanda Cibulska do Grupo de Física de Reatores do então IEA, hoje Ipen.

  • Construção, Instalação e Inauguração do reator IEA-R1

    Vista da armação de laje do fundo da piscina e chapas de aço carbono utilizadas para evitar vazamento através das paredes da piscina do reator. Essas chapas foram posteriormente concretadas no interior nas paredes (1957).

  • Construção, Instalação e Inauguração do reator IEA-R1

    No saguão que abrigaria a piscina do IEA-R1, da esquerda para a direita, Eng. Claude Cardwell, Prof. Dr. Fausto Valter de Lima e Dra. Eva Wanda Cibulska, em 1957.

  • Construção, Instalação e Inauguração do reator IEA-R1

    No primeiro plano, a superfície da piscina onde se encontra o reator nuclear IEA-R1. À esquerda Prof. Dr. Fausto Walter de Lima e o Dr. Paulo Saraiva de Toledo.

  • Construção, Instalação e Inauguração do reator IEA-R1

    A sólida fachada do prédio que abriga o Reator IEA-R1, em 1957, ano em que iniciou sua operação.

  • Construção, Instalação e Inauguração do reator IEA-R1

    Salão onde se realizariam os experimentos em Física Nuclear, em 1957. À esquerda o Dr. Fausto Walter de Lima e à direita o engenheiro supervisor da firma americana Babcock & Wilcox. Ao fundo, as portas de acesso aos tubos colimadores de nêutrons, que permitem a realização de experimentos em Física Nuclear.

  • Construção, Instalação e Inauguração do reator IEA-R1

    Primeira calibração dos monitores de área, no primeiro andar do edifício do reator IEA-R1. À esquerda, Dr. Wilma Sonia Hehl e o Eng. Carlos Rodrigues Pereira.

  • Construção, Instalação e Inauguração do reator IEA-R1

    O Presidente Juscelino Kubitschek inaugura o Reator Nuclear IEA-R1, em 25 de janeiro de 1958, sob o olhar do então Governador do Estado, Jânio Quadros e do Diretor do Instituto, Dr. Marcello Damy de Souza Santos.

  • Construção, Instalação e Inauguração do reator IEA-R1

    Equipe de operação, em 1958, chefiada pelo Dr. Paulo Saraiva de Toledo, na sala de Controle do IEA-R1. Um ano e 16 dias após o início das obras, o reator IEA-R1 entrou em operação.

  • Ciclo do Combustível Nuclear

    Prof. Dr. Fausto Walter de Lima e Dr. Alcídio Abrão, em 1960, quando se iniciavam os processos de purificação do urânio, uma das fases do ciclo do combustível nuclear.

  • Ciclo do Combustível Nuclear

    Colunas de troca iônica, no primeiro plano e tanques de alimentação, no segundo plano, no início dos anos 60, em uma das fases do ciclo do combustível nuclear, com objetivo de purificar o urânio.

  • Ciclo do Combustível Nuclear

    Recepção das soluções purificadas após a passagem pelas colunas iônicas, no início dos anos 60, em uma das fases do ciclo do combustível nuclear.

  • Ciclo do Combustível Nuclear

    No início dos anos 60, numa das fases do ciclo do combustível nuclear, a queima do Diuranato de Sódio. O operador é devidamente protegido contra ingestão de material uranífero e o local é isolado do restante da usina.

  • Ciclo do Combustível Nuclear

    Dr. Alcídio Abrão, ao centro, no início da construção do segundo prédio da Engenharia Química, em 1972.

  • Processamento e produção de radiofármacos

    O Ipen iniciou a produção de radiofármacos no Brasil em 1959. Na foto, células para processamento de radiofármacos no início dos anos 70.

  • Processamento e produção de radiofármacos

    Inauguração das instalações do Centro de Radiofarmácia do Ipen, em 1976.

  • Processamento e produção de radiofármacos

    O então governador Laudo Natel (esq.) visita as instalações para processamento de radiofármacos na inauguração dos prédios do Centro de Radiofarmácia, em 1976. No primeiro plano, à direita: Rômulo Ribeiro Pieroni, superintendente do Ipen e Constância Pagano G. da Silva, responsável pela área.

  • Processamento e produção de radiofármacos

    Inauguração das instalações do Centro de Radiofarmácia do Ipen em 1976. Da esq. para a dir.: Hervásio G. de Carvalho, presidente da CNEN; Laudo Natel, governador de S. Paulo; Cosntância P.G. da Silva, do Ipen e Hernani A. L. de Amorim.

  • Processamento e produção de radiofármacos

    Visão exterior de um dos prédios do Centro de Radiofarmácia do Ipen, durante inauguração em 1976.

| 01 | 02 |

Total de 21 registros.